Comportamento de misturas ternárias constituídas de cimento portland, ardósia e escória de alto forno finamente moídas e sem o uso de aditivos dispersantes

Fazer Download...

Publicada em 26/06/2017

Discente: Evandro Carrusca de Oliveira

Resumo:

Localiza-se no estado de Minas Gerais o maior polo produtor e beneficiador nacional da rocha ardósia para uso na indústria da construção civil, sendo o município de Papagaios o responsável pelo maior volume de produção. A ardósia é uma rocha cuja principal aplicação é na construção civil como rocha de revestimento, na forma de placas para revestimento, bancadas, móveis, artesanatos, dentre outros. Este segmento produtivo é responsável por significativos impactos ambientais em toda a cadeia de extração e beneficiamento, com destaque nas lavras, onde o aproveitamento desta rocha pela indústria registram percentuais médios em torno de 10%. Aproximadamente 90% do restante ali extraído é descartado como rejeito na forma de matacões, cacos, aparas, lama e pó, não conformes com a legislação ambiental em vigor. Este trabalho apoiou-se na análise e avaliação do comportamento de uma mistura ternária composta de cimento Portland, ardósia e escória de alto forno finamente moídas, sem o uso de aditivos dispersantes, e tendo como referência a resistência à compressão normatizada pela NBR 7215/1996. Amostras com dosagens priorizando a substituição de 40% de cimento da mistura pela adição de ardósia e escória de alto forno finamente moídas, registraram índices de resistência à compressão muito próximos dos índices da amostra Padrão, que atingiu valor médio de 55,90 MPa. Destacam-se os resultados de duas amostras com índices de resistência à compressão média de 50,10 MPa e 48,11 MPa, equivalentes a 89,6% e 86,1%, respectivamente, da amostra Padrão. Concluiu-se que a fase inicial de testes de laboratório apresentou resultados positivos, confirmando a possibilidade de se empregar os resíduos finos de ardósia e escória de alto forno como adição mineral na mistura ternária em substituição parcial do cimento Portland. A pesquisa sinaliza, também, que o elevado índice de partículas finas formando aglomerados impede o completo preenchimento dos poros vazios das amostras da mistura ternária, justificando a maior porosidade e, consequentemente, a perda de resistência à compressão. Para minimizar este efeito, sugere-se novos ensaios empregando aditivos dispersantes, possibilitando o preenchimento dos poros pelas partículas finas desaglomeradas, tornando o corpo cerâmico mais compacto e, assim, mais resistente à compressão.

Palavras-chave:

mistura ternária, cimento Portland, resíduos de ardósia, escória de alto forno, aproveitamento industrial

Áreas de Concentração:

- Geotecnia

Orientadores:

- Romero César Gomes

Outros Participantes:


Nucleo de Geotecnia da Escola de Minas | Campus Universitário Morro do Cruzeiro, S/N | Ouro Preto/MG - 35.400-000
Mestrado Acadêmico / Doutorado - 031 3559-1164
Mestrado Profissional - 031 3559-1508