Degradação de geotêxteis aplicados no desaguamento de resíduos e expostos às condições climáticas de campo

Fazer Download...

Publicada em 11/08/2017

Discente: Viviane Amaral Moreira

Resumo:

Os geossintéticos são materiais extremamente versáteis, cada vez mais utilizados em obras de engenharia desempenhando diversas funções. Essas obras, em geral, são projetadas para terem tempos de vida que vão de meses a dezenas de anos. Dessa forma, é necessário que os geossintéticos a serem utilizados possuam durabilidades compatíveis. Surge então a dúvida quanto à resistência destes materiais aos possíveis fatores degradantes. Este trabalho traz um estudo a respeito de dois tipos de geotêxteis tecido de polipropileno. Ambos comerciais e similares, diferenciando-se, basicamente, pelos níveis distintos de HALS (hindered amine light stabilizers). A priori ambos foram caracterizados mediante ensaios normatizados de espessura nominal, massa por unidade de área e resistência à tração. Em seguida foram expostos a possíveis fatores degradantes. Para exposição foram utilizados oito sistemas fechados de geotêxteis (bolsas) de dimensões de 100x60cm, preenchidos com lodo proveniente de decantadores de Estação de Tratamento de Água (ETA), via bomba de pressurização, gerando um protótipo de desaguamento. Além disso, amostras de geotêxteis de 45x45cm foram expostas, próximas às bolsas, em pórtico inclinado feito de metal galvanizado com tela aberta. Visando uma análise alternativa, parte das amostras em pórtico foi coberta com tela de sombreamento comumente usada em fins agrícolas (sombrite). Foram realizados quatro intervalos de exposição de 64, 127, 189 e 257 dias cada. Ao fim de cada intervalo, foram retiradas bolsas e amostras do pórtico, representativas de cada tipo de material exposto. Os geotêxteis expostos tiveram sua resistência final testada em ensaios de tração faixa estreita. Os valores alcançados foram comparados aos valores de resistência à tração iniciais, previamente medidos em corpos de prova intactos. Por meio do auxílio de ferramentas estatísticas, foram constatadas perdas de resistências variando de 9 a 31%, ao fim do maior tempo de exposição, dependendo do tipo de exposição e do geotêxtil. Esse trabalho possibilitou uma análise do comportamento populacional dos geotêxteis frente a diversos fatores de degradação e o estudo comparativo entre eles, contribuindo para mitigação das dúvidas em torno da durabilidade no emprego de geossintético e para o estado da arte dos mesmos, nos mais diversos projetos de engenharia.

Palavras-chave:

Geossintéticos, Geotêxteis, Durabilidade, Degradação, Desaguamento

Áreas de Concentração:

- Geotecnia

Orientadores:

- Romero César Gomes

Outros Participantes:


Nucleo de Geotecnia da Escola de Minas | Campus Universitário Morro do Cruzeiro, S/N | Ouro Preto/MG - 35.400-000
Mestrado Acadêmico / Doutorado - 031 3559-1164
Mestrado Profissional - 031 3559-1508